terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Coleções de acontecimentos e último ano...


Antes de dormir consegui refletir um pouco sobre a minha jornada até aqui.
Houve tantas lembranças boas, coisas que estão em processo de desapego e coisas que nem me lembro mais. Muitas risadas, lágrimas, abraços, euforia, chegadas e despedidas. 
Nesses 11 anos de colégio, eu cresci, não pude ver o avanço em tamanho mas sim pela mente. Amadureci muito, aprendi a valorizar algumas pessoas, valorizar coisas, correr atrás dos objetivos mesmo que seja um pouco mais demorado e difícil. 
Aprendi que pra voar é preciso esquecer de cair. 
Me apaixonei, algumas vezes, em uma delas eu caí, quebrei a cara, levantei meio sem jeito, usei bandeira para ajudar a remendar é um pouco de maquiagem e em outra, consegui dizer a verdade, abrir meu coração e não ter medo do que a pessoa ia pensar de mim.
Fiquei de recuperação e peguei alguns exames finais. No qual descobri que fico um pouco desesperada, nesses momentos.
Fui ao Hopi Hari umas 4 vezes e na última vez enfrentei a montanha-russa pela primeira vez. Descobri que não me sinto muito bem em alta velocidade. 
Conheci pessoas que ama quando eu uso batom vermelho, uma pessoa que ama meus cachos superficiais feitos com chapinha e uma que ama ficar mexendo no meu celular e gosta quando faço delineador gatinho. 
Fiz amizades com pessoas que hoje não consigo viver sem e com alguns que eu nem imaginaria me dar tão.
Aprendi algumas coreografias.
Poderia escrever um livro com todas as histórias, mas reuni as mais recentes... 
Meu ultimo ano do colégio chegou e eu não tenho muitas expectativas, porque eu gosto de surpresas. 
Correr atrás de desejos, deixar algumas coisas acontecerem naturalmente e estudar para que o desespero não volte no final do ano. 
Se você tem algo em mente e quer fazer esse ano, faça. Não deixe pra fazer as coisas semana que vem se você pode correr atrás e fazer hoje, se nada te impede, não se limite. Faça de cada dia o melhor da sua vida. 


❤️❤️

Nenhum comentário:

Postar um comentário